Câmara promove o 1° Fórum de Prevenção e Combate a Incêndio em Hospitais e Serviços de Saúde

Em 17, março, 2021
Câmara promove o 1° Fórum de Prevenção e Combate a Incêndio em Hospitais e Serviços de Saúde

Com base na Lei nº 9.112/2020, que dispõe sobre a obrigatoriedade de manutenção de brigada profissional composta por bombeiro Civil no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, a Câmara Municipal de Duque de Caxias, através do vereador Valdecy Nunes (Patriota), realizou, nesta quarta-feira (17), o 1º Fórum de Prevenção e Combate a Incêndio em Hospitais e Serviços de Saúde, com o objetivo de alertar sobre os riscos de incêndios nas unidades de saúde do município, como já ocorreram em hospitais de grande dos segmentos particular e público.

“Quero chamar a atenção para mostrar que atitudes simples e até mesmo corriqueiras, podem salvar vidas em determinadas situações. Esse Fórum é o primeiro de muitos que iremos realizar e, quem sabe um dia, iremos atingir, com excelência e batendo no peito, e assim poder dizer que, em Duque de Caxias a prevenção é trabalhada da forma correta”, disse o vereador anfitrião.

Além de Valdecy, o evento foi idealizado juntamente com Antônio Barreto, que é enfermeiro especializado em urgência e emergência, bombeiro Civil e também o coordenador do curso ‘Ensinando a Salvar Vidas’, que consiste em lecionar para aspirantes a socorristas disciplinas relacionadas ao Atendimento Pré-hospitalar, Assistência de enfermagem para intubação de pacientes com a Covid 19, Assistência de Enfermagem nas emergências clínicas e traumáticas, entre outras.

O Fórum contou, ainda, com a presença dos convidados Ariel Blanco – coordenador da Defesa Civil do município de Duque de Caxias, de Marcos Joia – técnico de Segurança do Trabalho, coordenador do processo APELL de Campos Elíseos e bombeiro profissional Civil, e também a presença de Juliana Nonato – bombeira profissional Civil, Marluce Gomes – bombeira profissional Civil e instrutora da Cruz Vermelha de Duque de Caxias e o diretor de Eventos do Conselho Nacional de gestores de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, Admilson Oliveira. Profissionais da área e cidadãos caxienses também marcaram presença na plateia.

De acordo com Antônio Barreto, a partir de hoje, o vereador Valdecy Nunes está com uma grande responsabilidade. “Chegou a hora dar oportunidade de trabalho para o bombeiro Civil, já que ele investiu e investe na sua carreira todos os dias. Estou fazendo este apelo para o vereador, porque sei que ele já ajudou a abrir portas de cursos de capacitação para os profissionais de Saúde. Precisamos de um representante político como ele, que fiscalize essas escolas, fazendo-as cumprir com as normas e comprovando a veracidade dos certificados emitidos por elas”, comentou Barreto. Ele também disse que espera que Nunes cobre da Prefeitura o cumprimento da Lei nº 9. 112.

“Fico muito agradecido por esta Casa ter nos dado espaço. Essa ação de hoje é o começo de uma grande complexidade que virá mais para frente”, enfatizou Ariel, destacando ainda, que esse fórum servirá também para as pessoas entenderem como funciona o trabalho da Defesa Civil – que é um dever de todos para com todos e é a base principal para a ação, prevenção, mitigação, resposta e desconstrução”, explicou Ariel.

Trabalhando há 37 anos na área da prevenção de incêndio, Marcos Joia disse que até hoje se pergunta o porquê que as pessoas não têm o hábito de se prevenir da forma correta. “De acordo com alguns dados que levantei, no ano de 2019 nós tivemos 32 incêndios. Em 2020, trinta e um, incluindo as tragédias que ocorreram nos hospitais de Bonsucesso e no Lourenço Jorge (2020), e em 2019 no Hospital particular Drº Badin, que teve 11 óbitos. É assustador! É necessário que se faça a instalação correta dos equipamentos, do sistema de ar condicionados e também instalar mangueiras contra incêndios dentro desses recintos, por exemplo. Se existe, infelizmente ainda é muito superficial”, falou Marcos, indignado. Ele também relatou sua insatisfação com os hospitais públicos que, de acordo com ele, não possuem ou até têm extintores de incêndio, mas de forma muito precária e obstruída”, concluiu ele.

Marluce Gomes exaltou a atitude de Valdecy em realizar o evento e destacou a importância da sua profissão. “O bombeiro Civil só recebe importância depois que acontece alguma tragédia. As pessoas não estão acostumadas com a prevenção. Muita gente que contrata um bombeiro Civil, acha que está jogando dinheiro fora. Porém, mediante a um sinistro, a pessoa quem não tem essa qualificação e não possui nenhum preparo para agir na hora do fogo, acaba tomando atitudes que geralmente pioram a situação do ambiente”, desabafou a profissional.

“Tenho muito orgulho de estar aqui. Quero parabenizar pela exposição deste conteúdo e dizer que se ele não for sugado, nós não alcançaremos o objetivo de conseguir melhorar o atual cenário do bombeiro Civil. Precisamos nos capacitar e prevenir as pessoas, além de também incentivar esses profissionais a buscarem melhorias para a profissão, com base na Lei Lucas (nº 13.722/2018), que estabelece a obrigatoriedade da capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil”, disse Juliana Nonato, atuante da área.

“Esse Fórum promove a importância de passarmos conhecimento, porque em muitos casos, as pessoas não possuem a experiência adequada para lidar com situação de perigo como um incêndio. É preciso que o conteúdo discutido aqui hoje seja espalhado para toda a população e dessa forma é obtido um grande avanço na questão dos incêndios”, desejou o diretor de Eventos do Conselho Nacional de gestores de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, Admilson Oliveira.

Os organizadores do evento fizeram questão de frisar que foram cumpridas todas as medidas de segurança de combate e prevenção do novo coronavírus.

xnxx أشرطة الفيديو الجنس porno bokep xxx xvideos Xvideos XNXX Porno videos pornos de angola