Câmara realizará audiência pública sobre Conselho Tutelar

Em 04, abril, 2019
Câmara realizará audiência pública sobre Conselho Tutelar

Câmara realizará audiência pública sobre Conselho Tutelar

A Câmara Municipal de Duque de Caxias realizou sessão plenária nesta quinta-feira, 4, quando foi levantada a situação do Conselho Tutelar. Diante do debate, a mesa diretora acatou pedido para realização de uma audiência pública envolvendo conselheiros, autoridades e população em geral.

“É uma situação que aflige nosso Município porque falta estrutura adequada. O Conselho Tutelar é muito importante e dá uma contribuição grande para pais, crianças e toda a Cidade. Peço essa audiência a um prazo bem curto, pois hoje um conselheiro ganha R$ 2,4 mil e tem que arcar com todas as despesas para realizar um bom trabalho. Precisamos ajudar o Conselho com essas questões”, justificou o vereador Chiquinho Grandão (PP).

Presidente da Câmara, o vereador Sandro Lelis (PSL) atendeu a solicitação de imediato. “A mesa diretora acata o pedido para realizar em caráter de urgência essa audiência pública. Basta que o vereador defina uma data para que os trâmites sejam agilizados.”

Com a resposta positiva, o vereador Chiquinho Grandão seguiu com seu discurso alertando para duas outras questões: “Quero chamar a atenção da secretaria responsável para o aumento do número de camelôs na nossa Cidade. Está até difícil andar pelos grandes centros comerciais, falta gestão, coordenação e fiscalização.”

“Outro ponto é a proibição do governo do Estado quanto à realização de blitz policial. Temos que avaliar qual será o resultado disso, porque quem vai fazer o controle dos motoqueiros que saem pelos bairros assaltando a população? Precisamos estar atentos, me parece que falta gestão por parte do governador”, finalizou o vereador Chiquinho Grandão.

Ordem do Dia – Ainda na sessão plenária, a Câmara aprovou seis projetos do Executivo Municipal, entre elas, regulamentação de conselhos municipais, como o da Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e de deliberação do IPMDC.