Vereadores questionam contratação de empréstimo pela Prefeitura

Em 01, março, 2018
Vereadores questionam contratação de empréstimo pela Prefeitura

 

Uma mensagem do Executivo que tramita pela Câmara Municipal de Duque de Caxias gerou debate na sessão plenária desta quinta-feira, dia 1º, quando vereadores questionaram se o momento é de mais um endividamento pela Prefeitura, que luta para sanear as contas da Cidade.

“A mensagem trata de uma contratação de empréstimo no valor de R$ 100 milhões para investimento em obras. Se fosse para pagar o funcionalismo, eu aprovaria, mas não é. Então, peço uma audiência pública para discutir com a sociedade a necessidade desse empréstimo, é preciso um amplo debate em conjunto com a OAB, SEPE e sociedade em geral”, sugeriu o vereador Marcos Tavares (PSDC), que aproveitou para apresentar um projeto de lei proibindo que um governo contrate empréstimo com parcelas que ultrapasse o prazo de seu mandato.

“A Lei de Responsabilidade Fiscal é criteriosa com esse tipo de operação. Esse é o momento para aumentarmos nossa dívida? A Cidade tem essa capacidade de endividamento? Não temos informação suficiente para analisar esse pedido do prefeito”, disse o vereador Valdecy (PP).

“No escopo do pedido cita a construção do viaduto do Gramacho, eu sei da necessidade dessa obra e sonho com esse viaduto, mas não é o caso de endividar a Cidade nesse momento. A população precisa estar aqui para se manifestar sobre isso”, ressaltou o vereador Claudio Thomaz (Podemos).

Líder do governo na Casa, o vereador Nivan Almeida (PRP) falou que a discussão é pertinente. “A contratação de empréstimo é legítima, já tivemos empréstimos importantes na Cidade. Quando o governo federal abre a possibilidade de se estabelecer empréstimo é importante para Caxias capitalizar para realizar novas obras e projetos. A Cidade hoje não tem capacidade de investimento e muitos bairros dependem disso.”

IPMDC – Ainda na sessão, o vereador Chiquinho Grandão (PP) apresentou um projeto referente ao Instituto de Previdência do Município de Duque de Caxias (IPMDC). “O meu projeto é que o prefeito indique uma lista tríplice com funcionários de carreira e essa Casa os sabatine e vote naquele mais qualificado para dirigir o Instituto. Essa Casa vai tomar posição para que o IPMDC mude de figura, não pode continuar com qualquer um tomando conta do dinheiro dos servidores aposentados, é preciso responsabilidade.”