Vereadores debatem saúde, segurança e educação

Em 20, junho, 2017
Vereadores debatem saúde, segurança e educação

A sessão plenária da Câmara Municipal de Duque de Caxias desta terça-feira, dia 20, contou com três temas que muito preocupam os vereadores: saúde, segurança e educação. Os parlamentares apontaram necessidades pontuais e cobraram maior empenho das autoridades na busca pela melhoria dos serviços à população.

O fechamento do posto de saúde do bairro Centenário foi criticado pelo vereador Marquinho Oi (DEM). “Somos cinco vereadores naquela região e nenhum compactuou com isso. O que foi alegado é que o posto fechou por falta de segurança, mas, na verdade, é falta de vontade. É preciso governar para a população.”

“Caminhei pelo Centenário, Mangueirinha, Corte Oito e jamais permitiria que isso acontecesse. Queremos atuar nas comunidades e precisamos do apoio da população. Estamos trabalhando para garantir melhor atendimento de saúde aos moradores daquela região”, disse a vereadora Delza de Oliveira (PRP).

“Conversei com o secretário de saúde e ele falou sobre uma reforma naquele local para dar atendimento digno aos moradores que precisam do posto e não têm como se deslocar até um hospital”, afirmou o vereador Arthur Monteiro (Avante).

Indignado com a ausência de deputados que representam Duque de Caxias na audiência pública da Câmara que tratou da violência no Arco Metropolitano, o vereador Claudio Thomaz (Podemos) fez um repúdio. “Alguns políticos só se mostram interessados pela população na época de campanha eleitoral. Deixo aqui meu repúdio aos que não compareceram para debater o tema.”

O vereador Marcos Tavares (PSDC) também criticou a postura de deputados em relação à crise na educação do Município. “Precisamos unir forças para tirar a educação dessa situação. Os deputados que buscam votos aqui precisam se mobilizar com emendas para ajudar nossa Cidade. As escolas estão precisando de reformas e os professores estão precisando dos seus salários, as crianças não podem sofrer com falta de aulas e com baixa qualidade no ensino.”

Líder do governo na Câmara, o vereador Nivan Almeida (PRP) apelou para que a Secretaria de Educação faça mais seu papel político. “Temos muitos professores fora das salas de aula e a Secretaria precisa se empenhar em um acordo com os professores. O governo está trabalhando em prol da melhoria da educação, colocando os salários em dia, mas é preciso que o Sepe tenha o entendimento de discutir um acordo com os alunos já dentro das salas de aula.”